5 de out de 2015

(TAGs) RBD Book Tag

Olá, leitores.

Como vão?

Desculpem-me o sumiço, devido ao meu aniversário (sábado), saí muito, curti e tudo mais.
Mas enfim, hoje, venho fazer uma tag maneira que me marcaram no instagram (@weasleyzinho), e quem me marcou foi @querocriar.  A tag, como o título da postagem mostra é #RBDBookTag.


Vamos lá?



Adicionar legenda
  


Rebelde: um livro que todos gostam menos você: 

-A Esperança, último livro da trilogia Jogos Vorazes, esse livro me decepcionou em muitos aspectos. Suzanne Collins criou algo tão magnífico no primeiro e no segundo volume da trilogia, que ao começar a ler o terceiro, minhas expectativas se elevaram de mais, e o tombo foi feio. Não é de todo o ruim, algumas coisas me encantaram do modo como prosseguiram, mas em sua maioria, não. Sabe quando você sente uma história não terminada ou mal terminada? Sinto isso em relação à esse livro. Entendo os motivos de Katniss estar como está, mas, muita coisa desnecessária aconteceu, e o que devia acontecer, para botar um incêndio na Revolução, infelizmente não aconteceu. Definitivamente é um livro que todos gostam, mas eu, nem tanto. 






Solo Quedate En Silêncio: um livro com final que te deixou atônito: 


-Com certeza, Mentirosos, da E.Lockhart. A autora consegue nos fazer crer que o livro, de aparência simples, com frases e palavras simples, narrado por uma um pouco insana, e no final, ela junta todos os pontos, coisas que julgávamos inúteis, se entrelaçam e o verdadeiro motivo para Cadence, a protagonista e narradora, estar como está, mentalmente perturbada. Este sem dúvida é um daqueles livros que todos deveriam ler, e que a adaptação cinematográfica já deveria existir. Para quem adora finais surpreendentes, pode ler, sem dúvida alguma, mentirosos. 
PS: o final do livro trata, em parte, de uma coisa que me deixa super sensível, e não me envergonho nem um pouco de admitir que lágrimas rolaram ao terminar o livro. 






Sálvame: um livro que foi uma fria e gostaria de ter sido salvo:

-Muitas pessoas não acreditaram nisso, mas escolhi Silo. Adorei o mundo criado pelo autor, e a ideia central também é muito boa e bem formulada, mas faltou aquela coisa que me atrai: personalidade nos personagens, além do fato de não haver personagens "jovens" (mais precisamente adolescentes), os "velhos" não são muito bem construídos, e isso me decepcionou. Antes de conseguir o livro, li várias críticas e resenhas sobre o livro, todas falavam super bem do livro, o que me incentivou ainda mais a ler, hoje, com certeza, acho que as críticas foram superestimadas, e com esse livro, aprendi a não ligar muito para o que as pessoas pensam e falam, que opinião é particular, e que haverá livros que agradarão quase todos, menos uma minoria. E sobre este livro: sou a minoria;





Enseñame: um livro que você se esforçou para gostar:

-A palavra forçar é algo inapropriado, mas, Perdão, Leonard Peacock, como sabem, eu já o havia lido, e odiado. Mas ao reler, AMEI. Não chamaria de esforço para gostar, somente de uma nova chance à um livro cuja o gênero eu adoro, mas estranhamente tinha odiado o livro, e após ler o livro percebi que o problema era comigo, e o livro é maravilhoso. Acredito que tem certas épocas que certos livros não nos caem bem, e é exatamente por isso que eu sempre apoio a releitura de um livro. Sou daquelas pessoas que acredita que cada livro tem sua época para ser lido, ou em algum momento em particular da sua vida, ou do seu dia, pode ser difícil entender, mas acredito que seja verdade. Agradeço por ter relido, compreendido, e dessa vez, amado e simpatizado com o estranho, embora muito legal, Leonard Peacock,




Este Corazón: um livro que roubou seu coração:

-Claros Sinais de Loucura. Não, eu ainda não li. Mas li apenas uma capítulo e já simpatizei com a protagonista, Sarah, que foi quase assassinada pela própria mãe, afogada, assim como o irmão, gêmeo. Antes de tudo, o nome do livro me despertou interesse, depois, a sinopse, e por último o incentivo de pessoas que o leram e recomendaram. Ainda este mês, provavelmente, entenderei perfeitamente o porquê de Sarah ter dois diários, um verdadeiro, onde escreve o que verdadeiramente pensa, independente se é loucura ou não, e um falso, para que pessoas normais que o leem, pensem que ela é uma pessoa normal ,e não uma louca, filha de uma louca. Enfim, descobrirei se Sarah tem, ou não, Claros Sinais de Loucura.






Santa no Soy: o livro mais "safado" que leu:

-Não só li, como adorei. Cinquenta Tons de Cinza, que insisto em dizer, não é nada do que as pessoas saem dizendo por aí: "Cinquenta tons de cinza conta apenas a história de um homem covarde que bate em uma mulher inocente", mas NÃO.  O livro nos mostra gostos peculiares que Christian tem para se satisfazer, gostos diferentes. Vai muito além dos comentários negativos em relação ao livro (e ao filme), é uma história inspiradora. Mal posso esperar para ler a continuação da trilogia, que dizem ser ainda melhor, nos mostrando mais e mais do passado sombrio do Dominador, Christian Grey, em Cinquenta Tons Mais Escuros.









Aún Hay Algo: um livro que desistiu de ler, mas vira e mexe você tem vontade de tentar novamente:

-Caminho para Casa, da Kristin Hannah. Comprei o livro somente pelo preço, 5$, e porque a sinopse, e também a capa, haviam me chamado atenção, mas infelizmente li a última frase. e peguei um MEGA spoiler, o que me faz adiar mais e mais a leitura do livro. Mas às vezes paro e penso: "Recebi spoiler de Convergente e mesmo assim li, e me surpreendi". Então, quando a vontade surgir, lerei. 
Caso alguém já tenha lido, e quiser me incentivar, ou não, comentem o que acharam do livro, na verdade, nunca conheci alguém que o tenha lido, então, é meio improvável. 









Inalcamzable: um livro que quer comprar a bastante tempo mas nunca compra:

-Carta de Amor aos Mortos, com certeza. Faz uns meses que vivo namorando esse livro, tanto na internet quanto nas lojas físicas, mas sempre que tenho dinheiro para comprar, um livro mais desejado me aparece. Como por exemplo, a continuação de uma série, ou algo do gênero, e isso vai adiando, adiando e adiando, e a compra do livro que eu queria há meses nunca chega. Mas ainda quero, e quando minha lista (infinita) de livros diminuir, comprarei e descobrirei se o livro é tão bom quanto falam. 
Confesso que o fato de que Stephen Chbosky, autor de As vantagens de ser invisível ter ajudado a autora em alguns quesitos me anima, e o fato de muitas pessoas compararem este livro com As vantagens de ser invisível só me faz querer mais e mais do livro.





Una Canción: uma música que te lembra um livro:

-Eu gostaria de colocar alguma trilha sonora de um livro que foi adaptado aos cinemas, mas ficaria muito cliché, e eu odeio isso. Então, escolhi a música E.T, da Katy Perry, para associar ao livro do meu parceiro, F.P.Trotta. O clip da música me lembra bastante a capa do livro, já que ambos são maravilhosos (em breve resenha de Intergaláctica).











Así Soy Yo: um livro com um protagonista que parece com você:

-Charlie, de As vantagens de ser invisível. As semelhanças são muitas, mas acredito que me pareço com Charlie pelo modo como ele narra e escreve sobre as coisas, a sua capacidade de estar feliz e triste ao mesmo tempo, e às vezes, ser bem emotivo. Charlie é um dos meus personagens preferidos, de todos os livros, exatamente por esse motivo: por eu me identificar com ele. Parece estranho (e louco), mas às vezes sinto que Charlie é um amigo com quem já convivi há muito tempo. Existe coisa melhor do que criar um laço de amizade com um personagem? Não, sinceramente.
Insisto em dizer: quem ainda não leu, leia. Este livro é recheado de boas lições, e após a leitura, nos faz ver o mundo com outros olhos, nos molda, e nos torna melhor. LEIAM!







É isso, galera.
Espero que tenham gostado, esta TAG era um pouco grande para ser respondida no IG, e como também já fazia um tempo que não postava TAGs, foi uma ótima oportunidade para ambas as coisas.
Convido vocês a fazerem, aliás, quem nunca se apaixonou pelos adolescentes Rebeldes da novela mexicana que conquistou milhares de fãs espalhados pelo mundo?

Com carinho,
Weasleyzinho.





7 comentários:

  1. Amei a tag e suas escolhas Haha

    @coisasdelivros

    ResponderExcluir
  2. caraa amei a tag, e suas escolas foram ótimas

    ResponderExcluir
  3. Mais uma que amou a tag aqui o/
    sou/era fã do RBD, gostei das suas escolhas.
    Tenho um livro aqui tbm da Kristin Hannah mas até agora não li.
    E quero muito -mas muito- ler as vantagens de ser invisível, todos falam que o livro é bom, e até agora não comprei o livro, talvez eu leia em ebook mesmo.
    Abraços ^^

    ResponderExcluir
  4. Adorei a tag (eu era o Miguel)! Estou 'ensaiando' para comprar Carta de Amor aos Mortos (e As Vantagens de Ser invisível) já faz algum tempo, mas nunca compro, outros títulos sempre passam na frente... Não sabia do que se tratava "Claros Sinais de Loucura", me interessei! Já conhece minha opinião sobre Forgive me, Leonard... (conheci o ig através do 1º post sobre o livro haha). Acredito que todos que leram Mentirosos se emocionaram, muuuuuuiiito; quero adaptação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHAHA As vantagens <3 Claros sinais de loucura comecei hoje, e realmente como não se emocionar lendo Mentirosos? QUEREMOS FILMES!

      Excluir